Associado JCI
Joint Commission

Operadoras de Planos de Saúde

Diretrizes Gerais de Conduta do CBA no processo de Acreditação
  • O CBA avalia o(s) produto(s) para o(s) qual (is) houver acordo de avaliação com a operadora de planos de saúde, não levando em consideração outras atividades da operadora, exceto aquelas com interferência no(s) produto(s) a ser (em) avaliado (os);
  • O CBA tem absoluta imparcialidade nas avaliações das operadoras, procurando identificar conflitos de interesses entre avaliadores e as operadoras, que impeçam que estes sejam condutores de avaliações;
  • O CBA não permite que avaliadores, condutores de avaliações tenham qualquer papel decisório na decisão de acreditação;
  • O CBA não aceita participar de avaliações de produtos de operadoras que, de alguma maneira, possam ser “concorrentes” de produtos do CBA;
  • O CBA não aceita como participantes do seu grupo de profissionais, incluindo dirigentes e outros colaboradores, pessoas que não estejam livres de pressões comerciais, financeiras ou outras que possam interferir no processo de avaliação e/ou de acreditação;
  • O CBA mantém total e absoluta confidencialidade sobre dados e informações obtidos ou emanados das avaliações;
  • Os avaliadores do CBA preenchem termos específicos de confidencialidade e conflito de interesse;
  • O CBA mantém canais abertos para apelações, reclamações, discordâncias e disputas recebidas de seus fornecedores ou de outras partes, sobre tratamento dado à acreditação, comprometendo-se a apurá-las e informar os resultados aos interessados;
  • Qualquer designado do CBA para avaliação de acreditação deve, formalmente, manter os mesmos padrões contidos nas políticas e procedimentos do CBA;
  • O CBA informa, detalhadamente, aos seus fornecedores sobre procedimentos de avaliação de acreditação, incluindo a maneira possível de utilizar a outorga de acreditação.

RESPONSABILIDADES DAS PARTES NO PROCESSO DE ACREDITAÇÃO

As responsabilidades e obrigações da OPS e do CBA no processo de acreditação estão detalhadas no Contrato de Avaliação firmado entre as partes antes da realização da avaliação de acreditação..

COMPOSIÇÃO DE CUSTOS DE UMA AVALIAÇÃO

Os valores para realização das avaliações serão fornecidos através de propostas enviadas pelo CBA às OPS que estejam em conformidade com as leis e regras que regulam o programa de acreditação da ANS, que tenham enviado o formulário de identificação (FI) e a documentação solicitada.

Os valores das avaliações de acreditação estão baseados em vários fatores, incluindo o volume e tipo de serviços prestados pela Operadora de Planos de Saúde, o número de locais ou setores de cuidado incluídos na avaliação, e o número de avaliadores e dias de avaliação necessários para realizar uma verificação da conformidade com os itens avaliativos.

Além dos valores cobrados pela avaliação, a operadora é responsável pelo pagamento de todas as despesas de viagem dos avaliadores. Isto inclui despesas de transporte, hospedagem, refeições e eventuais despesas.

Uma avaliação pode ser cancelada por qualquer uma das partes, sem penalidades, em função de fatores relacionados a desastres naturais, regulamentos governamentais, calamidades, distúrbios civis, ou outras emergências de natureza similar, que impossibilitem ou tornem ilegal ou fora de propósito prosseguir com a avaliação.

Se a operadora cancelar a avaliação a trinta (30) dias, ou menos, do primeiro dia da avaliação, por quaisquer razões que não sejam as anteriormente mencionadas, o CBA poderá requerer o pagamento de metade do valor da avaliação, para cobrir os custos assumidos.

No caso do CBA cancelar a avaliação por qualquer razão ou razões que não sejam as anteriormente mencionadas, nenhum valor será cobrado da operadora.

<< Voltar

Desenvolvimento Digital Net